'TRÊS DESTINOS ALTERNATIVOS, PORTUGAL'

by - julho 26, 2019

Sim, Portugal é um país pequeno, mas bem grande no que toca a sítios e paisagens maravilhosas. Ter a oportunidade de o explorar, de norte a sul, tem sido incrível.

Hoje, apresento três destinos alternativos ideais para quem tem o objectivo de fugir às multidões e aos sítios já conhecidos e sobrelotados nesta altura. Pessoalmente, quando o objectivo é sair da rotina acelerada do dia-a-dia e relaxar, priorizo sempre locais envoltos em muita natureza e ar puro.


1. PARQUE NACIONAL DA PENEDA-GERÊS
O Gerês dispensa apresentações. São, aproximadamente, 72 mil hectares de plena natureza para explorar e descobrir. Desde a maravilhosa aldeia de Castro Laboreiro, à Cascata do Tahiti, não esquecendo a mais conhecida Cascata do Arado, a Portela do Homem e a sossegada aldeia de Pitões das Júnias. Na zona de Montalegre é obrigatório visitar, também, a famosa 'Ponte do Diabo'. O imponente Miradouro da Pedra Bela e a aldeia submersa de Vilarinho das Furnas são, também, pontos imperdíveis. O Gerês é acordar ao som da natureza, com o chilrear dos passarinhos, explorar e relaxar!


2. LOURINHÃ
A Lourinhã localiza-se no litoral da sub-região do Oeste. Tornou-se mais conhecida quando, em 1993, foram encontrados os maiores e mais antigos ninhos com embriões de dinossauros de que se tem conhecimento até aos dias de hoje. Mais tarde, em 2009, foi encontrado um ninho com embriões de Torvossauro (um dinossauro carnívoro). Como se não bastasse, em 2012, foram encontrados os ovos de crocodilo mais antigos do mundo, com 150 milhões de anos. Por tudo isto, aconselho a visita ao Dino Parque, o maior museu ao ar livre de Portugal, inserido numa área de 10 hectares, e focado na temática dos dinossauros. O parque foi inaugurado em 2018 e é composto por cinco percursos, correspondentes ao fim do Paleozóico, o Triásico, o Jurássico, o Cretácico e, a novidade de 2019, os Monstros Marinhos. Imperdível, também, o Forte de Paimogo, com as suas paisagens de cortar a respiração. E, claro está, a Praia de Paimogo. E, a apenas 9km de distância, não deixem de visitar a aldeia de Pinhôa e os seus encantadores moínhos de vento. O melhor? É possível visitar os moínhos e vê-los em funcionamento (mediante marcação com o Sr. Francisco). 


3. FOZ D'ÉGUA
Esta aldeia de xisto situa-se no coração da Serra do Açor, a 4km do Piodão. Corresponde ao ponto de encontro da ribeira de Piódão com a ribeira de Chãs, juntando-se num único curso e, nesse mesmo ponto situa-se uma praia fluvial encantadora. A aldeia pode explorar-se toda a pé, havendo diversos trilhos até outras aldeias (incluindo até ao Piodão). Encontramos, também, uma ponte de madeira suspensa mas, quando visitei, a passagem estava interdita. De escada em escada, o caminho termina no santuário e, ali, encontram uma vista sobre paisagem de beleza única. Esta aldeia é um verdadeiro presente da natureza!

Posto isto, já sabem que a melhor ajuda na consulta de Hoteis e Carros de Aluguer é a Momondo. Deixo-vos os links de pesquisa e, agora, resta partir à aventura!


Boas viagens!
@momondo #owtravelers #admomondo

Artigos Relacionados

1 COMENTÁRIOS

Deixa a tua opinião!

Obrigada! ♥