'COVILHÃ, A CIDADE NEVE'

by - setembro 24, 2019


O título deste artigo remete para um dos maravilhosos fados da nossa querida e imortal Amália Rodrigues. Neste fado, Amália canta sobre a Covilhã, a sua tradição de lanifícios e os seus costumes. A Covilhã é conhecida como a 'Cidade Neve' mas, na verdade, tem muito para nos oferecer, e não apenas durante o Inverno.

Pertencente ao distrito de Castelo Branco, a cidade é conhecida como porta de entrada na Serra da Estrela. Ali, podemos apreciar arte urbana e criatividade, tradições e natureza, num anfiteatro urbano entre montanhas.

O QUE VISITAR?

WOOL
Um projecto que nasceu com o objectivo de dar uma nova cor às paredes e fachadas abandonadas da cidade. É um festival de arte urbana que se realiza há oito anos e que mantém viva a história e as tradições da Covilhã, através de deslumbrantes obras de arte.
Podem marcar e fazer a visita com o Pedro Seixo Rodrigues, ouvindo-o contar a história por detrás de cada obra ou podem apenas aventurar-se a pé com um mapa elaborado pela organização, e partir à descoberta. O percurso demora cerca de 1h30 e o melhor ponto de partida é o parque nas traseiras da Câmara Municipal da Covilhã.

NEW HAND LAB
O sítio onde o antigo e o moderno se cruzam num recheio de criatividade. Em tempos, fábrica António Estrela | Júlio Afonso, a mais antiga da Covilhã. Hoje, o lugar onde as máquinas antigas dão forma a novas ideias; o sítio onde diferentes artistas colaboram, mantendo a ideia original de trabalhar com a lã.
Quem nos recebe é o Sr. Francisco - actual dono e mentor do projecto - e/ou a sua esposa, Ana. E é tão bom deambular pelos corredores recheados de história e memórias, observando máquinas antigas em funcionamento, um infinito inventário de tecidos e ferramentas antigas, e o orgulho do Sr. Francisco ao mostrar, com toda a sua alegria, um prémio mundial de design têxtil que o seu pai recebeu em 1976. Maravilhoso!
O espaço pode ser visitado de Segunda a Sábado, entre as 14h30 e as 17h30, e tem um custo de 5€.

A TENTADORA
Uma loja de produtos portugueses mas, também, um museu de objectos antigos. Um espaço que, com toda a certeza, nos remete à infância e a tempos passados.

MUSEU DOS LANIFÍCIOS | UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR
Também conhecido como MUSLAN, tem como objectivo principal a preservação do património associado a uma das mais antigas indústrias humanas, a lã - 'os fios do passado a tecer o futuro', é o lema. Localiza-se nas instalações da UBI (Universidade da Beira Interior) e é mesmo um sítio que vale a pena visitar!
ONDE COMER?

TABERNA - A LARANJINHA
A Laranjinha dispensa apresentações. Presenteia-nos com uma ementa que nos apresenta, na perfeição, os sabores tradicionais da região - desde a receita típica de cherovia frita, chips de cherovia, e uns 'bombons' deliciosos de farinheira, alheira e morcela, acompanhados de um saboroso e refrescante cocktail de frutas. Uma experiência gastronómica inesquecível e uma cozinha criativa que já valeu ao local um espaço no Guia Michelin. Recomendo!

RESTAURANTE ALKIMYA
Um conceito de 'bistro' misturado com 'wine and dine'. Neste espaço encontramos, perfeitamente alinhados, os sabores da gastronomia regional e a sofisticação, criando uma experiência gastronómica única. A não perder? A sangria de cereja. Deliciosa!


ONDE DORMIR?

SPORT HOTEL GYM & SPA
Av. Frei Heitor Pinto, Bloco A, 6201-909 Covilhã

HOTEL TRYP D. MARIA
Alameda Pêro da Covilhã, 6200-507 Covilhã

CASAS COM HISTÓRIA
Rua Dr. António Plácido da Costa 25, 6200-051 Covilhã

CASA DAS MURALHAS
Rua Pedro Álvares Cabral 5, 6200-375 Covilhã

PAÇO 100 PRESSA
Tv. de São Tiago 3, 6200-031 Covilhã

HOTEL SANTA EUFÉMIA
Avenida da Universidade, 6200-161 Covilhã
Deixo um agradecimento especial ao grupo Travel Bloggers PT, pois foi no âmbito do II Encontro Nacional de Bloggers de Viagem Portugueses que tive a oportunidade de explorar esta belíssima cidade.


E agora, vamos fazer a mala e visitar os encantos da 'cidade neve'?

Boas viagens!

Artigos Relacionados

2 COMENTÁRIOS

Deixa a tua opinião!

Obrigada! ♥