'BARCELONA, A MENINA DE GAUDÍ' - PARTE II

by - novembro 02, 2019


Barcelona é, também, conhecida pela sua animação. Dessa forma, um ponto obrigatório de passagem é a sua rua mais animada, recheada de turistas, flores, bares, restaurantes e artistas de rua - Las Ramblas. É, talvez, a rua mais conhecida da cidade e situa-se entre a Plaça de Catalunya e a costa.

Apanhando o metro e saindo na estação de Arc del Triomf, irá deparar-se com a entrada principal para a Exposição Universal de Barcelona - foi essa a finalidade do arquitecto Josep Vilaseca, ao projectar o Arc del Triomf. Além da sua beleza indiscutível, o monumento é descrito como Bem Cultural de Interesse Local no inventário do Património Cultural Catalão.
Seguindo pela grande avenida que envolve o monumento - o Passeig de Lluís Companys, vai ser envolvido por um ambiente incrível: crianças a brincar, artistas de rua, patinadores, bailarinos... E é essa avenida, com cerca de 50 metros, que dará acesso ao Parc de la Ciutadella, um oásis afastado do trânsito habitual da cidade. Durante bastantes anos este parque, com mais de 17 hectares, foi o único parque público de Barcelona. Actualmente, além de ser um espaço bastante agradável para relaxar é, também, muito visitado por turistas, devido à sua surpreendente cascata formada por um enorme conjunto monumental, e ao edifício do Castelo dos Três Dragões, que actualmente funciona como Museu de Zoologia. É, também, aqui que se encontra o Zoológico de Barcelona. Vale mesmo a pena uma visita a este parque!
O que muitos não sabem é que existe, em Barcelona, um local onde residem os destroços de um conjunto de bunkers da época da Guerra Civil Espanhola. Os Bunkers del Carmel situam-se no topo do monte Turó de La Rovira e garantem uma visão a 360º de toda a cidade. Esta zona era isolada até aparecer no filme 'Tengo Ganas de Ti' de Fernando González Molina. A partir daí, os bunkers começaram a ser visitados por alguns curiosos e, hoje em dia, são considerados Património Histórico de Barcelona. Para visitar, poderá utilizar o metro - linha amarela (L4) saindo em Guinardó i Hospital de Sant Pau, ou linha azul (L5) saindo em El Coll/La Teixonera - ou o autocarro - 24, V17, 92 e 119. Pessoalmente, recomendo o autocarro, porque pára mais perto do miradouro e é menor o caminho percorrido a pé (sempre a subir). Recomendo, também, a visita ao final do dia - é lindo ver o pôr-do-sol desde os bunkers - e leve uma garrafa de água e uns petiscos, porque o ambiente por lá é fantástico.

Mas, as melhores vistas de Barcelona encontram-se a 512 metros de altura, no Tibidabo. Para lá chegar, basta apanhar o funicular na Torre de San Sebastián. A 'montanha mágica', como carinhosamente é apelidada, oferece uma vasta lista de atracções: o parque de diversões Tibidabo (é o mais antigo de Espanha), o Templo do Sagrado Coração (um edifício monumental de estilo neogótico), a Torre de Collserola (construída para os Jogos Olímpicos de 1992) e o Observatório Fabra (que se encarrega, há mais de cem anos, do desenvolvimento de pesquisas científicas relacionadas com os sectores de meteorologia, sismologia e astronomia).
O QUE COMER?

Barcelona é uma cidade situada entre o mar e a montanha, tornando perfeita a combinação entre os dois mundos. Recomendo as famosas tapas, a coca de recapte (massa com pimentões e beringela no forno, com atum, cebola e butifarra), a escudella (cozido típico, composto por massa de carne moída com temperos, grão de bico, batata, couve e carne) e xató (salada de escarola, bacalhau e molho romesco). Para sobremesa, recomendo a crema catalana (creme coberto de açúcar caramelizado). Pela cidade é possível encontrar restaurantes de qualquer tipo e para todas as carteiras, no entanto, recomendo as zonas envolventes do Mercado de La Boqueria e Las Ramblas. Se quiser arriscar e optar por um dos mais famosos restaurantes de Barcelona, recomendo o Torre de Attamar, situado no cimo da Torre de San Sebastián, oferecendo uma vista panorâmica e pratos típicos catalães.

ONDE DORMIR?

Barcelona tem uma oferta enorme em hotéis, desde o centro aos arredores. Pessoalmente, optei pelo Hotel IBIS Meridiana, no bairro de Nou Barris, junto à estação Fabra i Puig. Em 10 minutos de metro estava na Plaça de Catalunya.
COMO SE DESLOCAR?

A rede de transportes públicos em Barcelona é excelente. Recomendo o cartão Hola BCN!, que permite o uso ilimitado dos transportes públicos em Barcelona. O único transporte não incluído no cartão é o autocarro nocturno (NitBus). Pode obter o cartão em qualquer ponto de informação turística de Barcelona (consultar, AQUI) e existe a opção para 2, 3, 4 e 5 dias. Existe, também, a opção do Barcelona Card que, além do transporte público gratuito, permite o acesso gratuito a mais de 20 atracções e, mais de 280 descontos em museus, monumentos e restaurantes. Para consultar os lugares com acesso gratuito e descontos, clique AQUI. O preço do cartão varia consoante os dias que necessitar, estando disponível nas opções 3, 4 e 5 dias. Este cartão é o mais recomendado para quem pretende visitar as principais atracções da cidade, pois inclui a entrada gratuita ou um desconto para a maioria delas. Pode obter o cartão online (AQUI), ou em qualquer ponto de informação turística (consultar, AQUI).

Posso concluir dizendo, apenas, que Barcelona é uma cidade impressionante! Comece a planear a  sua viagem, faça a mala e parta à descoberta da menina dos olhos de Gaudí...

Artigos Relacionados

0 COMENTÁRIOS

Deixa a tua opinião!

Obrigada! ♥